Rio de Janeiro - Copyright © 2012 - 2017   -  www.doisabordo.com.br  -  Criado por GET Realizações 

DOIS A BORDO

contato.doisabordo@gmail.com

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • White Snapchat Icon
  • White Twitter Icon
  • White RSS Icon
Please reload

CAVALGADA: PUKARÁ DE QUITOR

9 Jan 2017


A cavalgada até a Pucará de Quitor é um passeio mais light. Dela para fazer em um dia que você descansar. Acordamos mais tarde e foi a primeira vez que tomamos o café da manhã do hotel. Nos dias anteriores, levávamos lanchinho pra comer no transporte ou tomávamos o "desayuno" que nos era oferecido nos passeios. Sempre um cafézinho preto(meio "chafé"), sanduiche de pão amassado(amassado mesmo! Parece um bolachão de água), yogurte, queijo de cabra, suco de fruta e "galletitas" doces(bolacha recheada) que eu comia aos montes.Depois de um "rico" e merecido desjejum, saimos pra uma cavalgada pelos arredores do povoado. É incrível como a paisagem e temperatura são tão variadas em um espaço geográfico tão pequeno. 

 

Veja outros passeios:

Vale da Morte/Vale da lua

Geiser Del Ratio

Salar do Atacama

Pôr do sol na Laguna Cejar

 

Passamos pelo Vale do Dinossauro, chamado assim por causa de uma formação de pequenas montanhas que lembra a espinha de um dino. Já havia passado do meio dia e o sol castigava mesmo.  

 Depois de atravessar o Vale do Dinossauro, o clima ficou mais gostoso. Passamos por um oásis no deserto onde são cultivadas frutas. Tem um riachinho que atravessa a cidade deixando o ar um pouco menos seco. Os cavalos e cachorros que nos acompanhavam pararam para beber água por ali. 

Seguindo viagem, chegamos na "Pukará de Quitor", uma fortaleza pré-inca que foi usada por esse povo pra se proteger do ataque espanhol. Essas ruínas ficam no alto de uma montanha, ponto estratégico de onde da pra ver todo o arredor.

 O nosso passeio foi guiado pela Jéssica, uma jovem francesa formada em turismo internacional e línguas estrangerias. Ela deixou sua cidade no interior da França, perto de Versailles, pra se juntar ao namorado em San Pedro de Atacama. Hoje, os dois trabalham com os cavalos por lá. Super simpática, ela me disse que não gostava de viver perto de Paris. Ela não achava graça!! "Para passear, ok. Mas para viver, não". E quando falei que era do Brasil ela foi logo dizendo que adoraria conhecer Foz do Iguaçu! E o Pantanal, claro.

 

Leia também:

Roteiro Chile

Santiago em 3 dias

As vinículas do Valle Colchágua

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

recentes

casal tipo

MAIS DESTINOS

Please reload

  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

siga